Ceratopatia bolhosa

A córnea é o tecido transparente que fica na frente do nosso olho, como se fosse o “vidro do relógio” e tem a função de permitir que a luz entre no olho para ser focalizada na retina. A córnea apresenta cinco camadas, sendo a camada mais interna chamada de Endotélio, que é responsável por manter o tecido transparente e com espessura adequada, atuando como uma bomba contra a pressão intra-ocular.

Imagem Ceratopatia bolhosa

A ceratopatia bolhosa é causada por edema da córnea decorrente da falha do endotélio corneano em manter a córnea no seu estado de desidratação normal. Mais frequentemente, é resultante da distrofia de fuchs ou trauma endotelial corneano ocasionado por cirurgia intra-ocular, geralmente para tratamento da catarata. Uma avaliação criteriosa do endotélio antes de uma cirurgia de catarata pode em alguns casos evitar esta patologia.

Os sintomas vão progredindo conforme o edema vai se intensificando. Inicialmente, o paciente apresenta baixa visual ao acordar, evoluindo para perda da transparência da córnea e formação de bolhas no epitélio (camada mais superficial). Essas bolhas acabam se rompendo, levando a exposição dos nervos corneanos ocasionando dor ocular e lacrimejamento.

No início, os sintomas podem ser controlados com colírios. Com a evolução da doença a melhor indicação é o transplante de córnea lamelar, que substitui apenas a camada corneana alterada (neste caso o endotélio). Os transplantes lamelares apresentam grandes vantagens (menor número de suturas, menor astigmatismo pós operatório, maior resistência do globo ocular e menor taxa de rejeição).

A Doutora Flávia Sotolani é especialista em doenças externas, ceratocone, transplante de córnea, catarata e cirurgia refrativa. Realizou sua especialização no Instituto de Oftalmologia Tadeu Cvintal-IOTC e no Banco de Olhos de Sorocaba-BOS, serviços mundialmente reconhecidos por sua excelência e alta tecnologia.

A Doutora Flávia Sotolani, é uma das pioneiras no Estado do Mato Grosso do Sul na realização dos Transplantes Endotelias, sendo uma das poucas profissionais que realizam essa técnica com segurança.

Dra. Flávia Sotolani

Oftalmologista | CRM 6861

Graduada em Medicina pela UNIDERP em 2011, a Dra. Flávia Sotolani fez residência médica e especialização em Oftalmologia no Instituto Oftalmológico Tadeu Cvintal, IOTC, na cidade de São Paulo com término em 2015.

Participante ativa de inúmeros procedimentos e cirurgias, também é responsável por publicações bibliográficas de destaque.

Veja o Currículo Completo da Dra. Flávia Sotolani

Já fez o seu check-up Oftamológico?